sábado, 13 de abril de 2013

Gozo dos gozos - Material reprimido: em busca do meu "Nirvana"





Que venha o meu "Nirvana" e, se possível, em uma outra dimensão... e não nesta.


 BABA - ALANIS MORISSETTE

Eu os vi ajoelhar
Com a respiração ofegante por causa do ritual
Eu vi essa experiência
Levá-los a pseudo níveis superiores
Eu os vi largando suas famílias
Em busca do seu Nirvana
Eu os vi chegando para unirem-se
Da Suíça até América

Quanto tempo isso vai durar, Baba?
Há quanto tempo estamos adormecidos?
Você me vê purificando-me com tudo o que diz?
Quando é que serei purificada?
Quanto isto irá custar, guru?
Quanto ainda até você absolver-me completamente?

Eu os vi largarem as drogas
Em troca de altares provisórios
Eu os ouvi evocando
Kali, Kali freneticamente
Eu os ouvi repetir a toda hora
Seus ensinamentos com elitismo
Eu os vi ostentando trajes
E terços estrangeiros de sândalo

Quanto tempo isso vai durar, Baba?
Há quanto tempo estamos adormecidos?
Você me vê purificando-me com tudo o que diz?
Quando é que serei purificada?
Quanto isto irá custar, guru?
Quanto ainda até você absolver-me completamente?

Ave Maria

Eu os vi buscando Deus
Em sua própria essência
Eu os vi olharem de relance para o alto
Na esperança de salvação instantânea
Eu vi a retidão deles
Misturada sem compaixão amorosa
Eu vi você sorrir
Enquanto seus pupilos curvavam-se para beijar seus pés

Quanto tempo isso vai durar, Baba?
Há quanto tempo estamos adormecidos?
Você me vê purificando-me com tudo o que diz?
Quando é que serei purificada?
Quanto isto irá custar, guru?
Quanto ainda até você absolver-me completamente?

Me dê força, ó sabe-tudo
Quanto tempo ainda falta para o esclarecimento?
Quanto ainda até você absolver-me completamente?

Ave Maria, Ave Maria
Ave Maria, Ave Maria

4 comentários:

zeh verde disse...

Mithzz... A vida é so essa aqui e nao tem volta, infelizmente... Seria interessante o fato de existir outra dimensao... Eu tbm qria estar bem longe de td, mas o q devemos ter é força pra vencer todas as batalhas... Sei q vc é mto forte... Essa musica da Alanis é sobre aquela religiao indiana, nao é, me esqueci o nome... Foi naquela época q a Alanis ficou mais doidona ainda e resolveu se converter a essa religiao ai... hehe... Busquemos esse Nirvana... a banda nao... hehe... E brigado por colocar o video q eu to tocando violao... hehe... Bjoks... ;)

GUSMÃO, César disse...

E. Smith... Bela musica, nao conhecia essa da A.M. Siga em frente mesmo por tudo, voce esta seguindo o caminho certo, tenho certeza. Saudades........ Muitas saudades do ce. Beijos, nobre menina, como sempre foi e sera.

Renato Hemesath disse...

Caríssima!!! \o\
Que tudo que você atualizou, mesmo sem as tuas considerações vitais! rsrs... o que eu achei mais fatídico nessa letra são indagações feitas: "quanto tempo?" "quanto ainda?" parece perguntas que fazemos em momentos da vida. O trágico é que é uma pergunta que pede algum ato, pois infelizmente não temos como mudar uma circunstância apenas pelo nosso potencial crítico de analisá-la... Mas de outro modo é claro que os "rituais" que existem podem nos ajudar a olhá-las de maneira distinta, podendo, inclusive, nos dar uma luz para seguir em direção a uma possível saída criativa!

Enfim, logo que possível tu deveria fazer um Whatsapp para você! Foi a solução mais criativa que encontrei nos últimos tempos para falar descontroladamente sem tarifas de torpedo, pensou?!

No demais, fazendo várias coisas ao mesmo tempo e reclamando quando o tempo passa muito depressa, kkkkkkkk.

Logo responderei teu e-mail.
Abraços e uma linda semana! =)
<333333

Renato Hemesath disse...

Oi caríssima! De volta \o\ tocando o barco do CF (hahaha). Demorou para editar esse post, com a história do desaparecimento que te contei meio que a semana passou voando... e foi mesmo! Ontem consegui escrever para um familiar, mas ainda não tive resposta. Tenho uma pessoa em vista que talvez saiba me dar novas informações.
Oh céus, meu lado aventureiro se desenvolve nessas situações tristes.

Anyway, meio que já decidi a super trilha de domingo. E como a maioria das vezes, acho que escolhi certo. aproveitando o frio que está fazendo!

Enfim, atualize o teu blog quando tiver tempo.
Sempre é bom externalizar nossos pensamentos, é como amarrá-los em algum lugar! =)

Tudo de bom prá ti.
Beijos