sábado, 26 de outubro de 2013

Gozo Real - "E sonhos não envelhecem..."



Show da banda Aerosmith, em 23 de Outubro de 2013.

Mês de Outubro... meus 25 anos... o terceiro show que fui do Grande e Mestre Milton Nascimento... e a inesquecível oportunidade de ir ao show da primeira banda de rock de Minha Vida, o Aerosmith. E entre diversas outras ótimas notícias... sonhos, temos que acreditar!


4 comentários:

zeh verde disse...

massa mith! vip... vc merece... qria ter ido... mas... hehe... e parabens! pelo menos uma q nao ocupa mais o vagao dos q procuram loucamente por emprego... tantos presentes... acho q so falta um agora... hein... hehe... amu-t... bjoks... ;)

Renato Hemesath disse...

Yeah! Um pouco de neon em tons pasteis que sempre nos acompanham de alguma forma, não é?

O show deve ter sido esplêndido! E espero que os próximos episódios da tua Vida também o sejam. Não deixe, no entanto, de postar aqui.

Eu vou também continuar com os escritos do CF. Não tenho dúvida, caríssima, que é uma coisa que me ordena, me ordena internamente. Cada vez mais confirmo o quanto a proximidade com o cinema se faz absolutamente especial, principalmente em tempos tão esquizofrenogênico,como estes. Sim, essa só pode ser uma pseudo-palavra, ouvi um aula uma vez, e acho que por não ter um significado próprio é que se torna tão útil para descrever coisas que são difíceis e cansativas de se tentar dar nome. Yeah! E que o ano acabe depressa. Odeio Dezembro =))

Tudo de bom pra ti.
Beijos

Renato Hemesath disse...

Oi caríssima!!! Interessantíssimo o que você comentou sobre o pseudo-amor, no último post do CF. Sim, as pessoas o vivenciam todos os dias, e parece que tudo isso se complementa com a rapidez das relações hoje. As pessoas andam muito imediatistas, tudo tem que ser na hora exata etc etc. O post que publiquei hoje também fala sobre amor, mas de uma maneira mais tênue talvez. Se bem que eu acho que nada é tênue para Todd Solondz! Mas ele sim, já fala sobre querer ser amado na lógica de uma lógica em que as coisas não dão certo e não se assemelham ao que as pessoas estão acostumadas a esperar umas das outras. Que bom que pelo menos sabemos que nem tudo é porque é, mesmo quando não tem explicação, ousamos pensar a respeito delas, e isso, por sua vez, já significa alguma coisa! =))

Saudades de ti, espero nessa semana pegar meus almejados "day off" e conseguir te responder com calma!

Tudo de bom pra ti!!! Beijos

Webert Soares disse...

Belíssimo texto. Mas você parou de escrever.
Aproveito para deixar minhas sinceras desculpas.
Eu sei que você é uma vitoriosa!