sábado, 27 de setembro de 2008

Percepções e vivências grandiosas durante estes tempos de Minha Vida...

Foto: Há 5 anos atrás... Enfatizo com a ambigüidade do "há" e do "atrás"... A partir da próxima postagem, não escrevei mais sobre meus aspectos pessoais, colocarei aqui apenas minhas composições e logo após, como de práxis, algum escrito que admiro.

São muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo e somente o fato do meu pai ficar longe de casa, 6 meses, em missão de paz no Haiti já vale como tarefas para ocupar totalmente o meu tempo... Imagine, de uma hora para outra, ter que aprender a mexer com contas no banco e cartões e todas essas coisas de finanças, que por sinal, eu não entendo praticamente nada... Fora a minha tão almejada faculdade, começarei no próximo semestre, em 2009, tenho que dedicar ao máximo e ainda mais para conseguir um estágio remunerado para amenizar um pouco a mensalidade. Também, as compras, tenho que analisar os preços e ver em qual mercado um alimento está mais barato e tal. Ufa! Puxa Vida! Como o meu pai fará falta... Nunca parei para pensar nessas e em outras tantas atividades que ele faz sozinho. Eu até ajudo a pesquisar os preços durante as compras, faço uma economia aqui outra ali, mas, sinceramente, eu nunca sentei e parei para pensar como estou fazendo neste exato momento... ... ...
É, pai, sentirei muito a sua falta... Que esses 6 meses sejam como estes tempos que passaram, rápidos. Mas o mais importante, o que fará mais falta mesmo, é a sua presença aqui em casa e em Minha Vida... Sei que Jesus Cristo junto da Virgem Maria, estão preparando uma missão repleta de graças e bênção, que esta seja mais um aprendizado de tantos outros em sua Vida. E que vasta Vida, hein! Já rodou por muitos lugares; por muitos quartéis, por muitas faculdades, por muitas cidades, por muitos bairros e já viu um pouco de tudo por aí. Tenho que aprender a reclamar menos e a louvar por tudo, assim como aprendi na Shalom... Bendita Shalom, apareceu como um encaixe em Minha Vida e assim todas as pessoas que conheci e outras que vi novamente, são anjos, são muito especiais. Estarão para sempre no meu coração, como pessoas essenciais para a minha sobrevivência, acima está Deus, Nossa Senhora e minha família.

O que me dá mais ânimo para juntar forças e lutar é a Adoração ao Santíssimo, a Missa, as Orações e o quanto eu tenho aprendido em menos de 1 mês na Comunidade Shalom. Tenho que agradecer e louvar a Deus por todos os problemas, por todas as dificuldades, como já escrevi acima, e até mesmo pelas rodinhas de fofocas que eu sou obrigada a encarar todo o santo dia debaixo do bloco onde eu moro... Valeu Deus!!! Assim, com todos os obstáculos, sou capaz de perceber a diferença em Minha Vida e amadureço em todos os pontos que sou fraca.

E assim percebo e vivo as grandezas em Minha Vida, durante estes tempos vividos. Quero entregar a Deus todo o meu trabalho e quero caminhar na Shalom.
Descobri que lá é o meu lugar! Nas minhas épocas de rebeldia e falta de fé, há 3 anos, eu achava ridículo bater palmas nos cânticos da missa, ou levantar os braços ou até mesmo cantar, mas hoje vejo que tenho dom para isso e para muitas outras coisas! Obrigada, meu Deus, por ter me encontrado!!! Pretendo fazer uma aliança eterna, servir a Deus pelo resto de Minha Existência. Quero dedicar os meus estudos em Psicologia no próximo ano, ajudar aos outros com a minha profissão, que serei no futuro uma psicanalista, sem querer receber nada em troca, amar sempre a minha família e assim, nos caminhos Dele, encontrar alguém, a quem eu possa me unir e formar a minha história e poder contá-la aos meus descendentes. Rezo todos os dias por ele...


Pois bem, deixo o meu passado em eterno "Blurry Oblivion", em um imenso refratário de Esquecimento Embaçado. Sigo meus caminhos, conhecendo pessoas muito especiais, as quais eu achava que não existiam e aumentando minha tão minúscula corrente da amizade... Sei que serei ainda muito mais feliz, basta nunca deixar Deus e os caminhos Dele.

É isso.


Inicio logo abaixo a nova etapa deste blog...



Foto: Meu olhar que contempla o Útero Inicial de muitos outros que viram...

Seguirei da seguinte forma: Algumas de minhas composições recentes e, logo após, algumas de minhas composições antigas. Assim, é perceptível o quanto a fé e a conversão de um ser humano é capaz de mudar toda a vastidão de pensamentos em mentalidade sã (até então insana). Ao passar disso, colocarei alguns escritos que admiro. A propósito, não levarei em conta a pluralização das palavras, posso colocar sim mais de um ou não.

EFEITO PLACEBO - SMITH (Eu), 24/04/2008.

Intro.
"(...) Havia nesse olhar que evitava algo de mais violento que o vazio,
Alguma coisa que não era simples orgulho ou aversão,
Mas um quase pânico, algo como uma esperança insensata,
Como um pedido de socorro,
Como um sinal de angústia (...)"
George Perecs, "A Vida: Modo de Usar".

Queria ser capaz de entender alguma circunstância da Vida Modular,
Queria ser capaz de aceitar qualquer distinção da Vida Particular,
Queria aceitar qualquer modo da Vida Terrena,
Queria aceitar qualquer meio da Vida Urbana,
Queria modificar qualquer plenitude da Vida Racional,
Queria saber apertar a corrente de Minha Vida Vivida.

Não sou capaz de entender e suportar as Dores Vitais,
Mas queria ser capaz de entender as Obras Divinas.
E ainda queria ser capaz da Capacidade Humana
E ainda queria ser capaz do dom mais sublime dos sublimes:
A Temperança...

Suportar todas as tribulações é o meio codificado,
Com uma chave que leva para o caminho da Vastidão Aurífera.

Suportar é a chave.
Suportar é o caminho.
Entender, assim, por conseguintes.
Implantar o bem-comum de uma mente conturbada.
(Somente Deus é o Intervensor).

Assim serei capaz de tudo anteriormente
Declamado, exposto e não-ouvido
Por nenhum Ser Terrestre.

"MALICE" E "SPECTRUM": Psicologia pessoal -
SMITH (Eu), 29/10/2004.

1º MOMENTO
A cada Amor tolo, consigo ver
Tudo aquilo que cabe-me sentir.
É inacreditável o quanto pode-se sofrer,
Uma união desilundida e sem valor algum.
É como se servisse minha cabeça em uma bandeja de pura prata, significando ali um leitão assado
E para engolir todos os meus miolos, substituissem o vinho madeira pelo meu doloroso sangue.
Apenas mate-me assim...
Mate-me aos poucos... Mate-me... Mate-me...

Não quero mais saber de relacionamentos.
Aos poucos, meu ser é derrotado por algo incabível.
Sem similaridade com a vastidão de idéias,
Em mim, é só a dor que bate na porta.
É como cravasse uma adaga para cortar a carne e festejarem algo sem ideal
E esta carne fosse um pedaço de meu corpo.
Mastigando os nervos, as gorduras, erros, caminhos tortos e palavras retorcidas.
E para degustar junto a estes, bebessem o meu pigarro...
Degustem e degustem...
É prazeroso, não!?

2º MOMENTO
Como os nossos olhos cegos nos guiam,
Não podemos enxergar o cotidiano de outra maneira.
Somos desprezíveis a coisas novas,
Somos presos ao nosso mundo.
Uma junção de idéias ditas e impostas, é a união de seres totalmente diferentes; transformando em um "perfeito" monstro.
Apenas mate-me ao poucos...
Mate-me... Mate-me...

3º MOMENTO
Uma "Malice" em suas idéias fúteis,
Um "Spectrum" entrando em seu coração rude.
Em sua mente, "Malice" já é cabível há tempos,
Em seu coração, "Spectrum" não poderá mudar nada
Já que você é sempre um junto a todos
E somente um no mundo devemos ser.
Apenas mate-me aos poucos...
Mate-me... Mate-me...

É como puxassem-me por uma coleira,
É como se nada para mim existisse
E nada, realmente, não existe.
Aos poucos, vou percebendo...
Minha "Malice" e meu "Spectrum"

Oh, meu tão caro "Spectrum", pena que você é agarrado a sua lamúria.
Oh, minha tão cara "Malice", pena que tenho parte de você em mim e isto supera meu dogma.

Tudo rude,
Tudo descontrolado,
Tudo sem valor,
Tudo é nada,
Malícia e Tristeza: se encontram, ainda...


Atlantic - Keane

Atlântico (tradução)

Espero que todos os meus dias
Sejam iluminados pelo seu rosto
Espero que todos os anos
Segurem firmemente nossas promessas

Eu não quero estar velho e dormir sozinho
Uma casa vazia não é um lar
Eu não quero estar velho e sentir medo

Eu não quero estar velho e dormir sozinho
Uma casa vazia não é um lar
Eu não quero estar velho e sentir medo

E se eu preciso de qualquer coisa

Eu preciso de um lugar
Que seja escondido nas profundezas
Onde anjos solitários cantem para seu sono
O mundo moderno está falido

Eu preciso de um lugar
Onde eu possa fazer minha cama
Um colo amado onde
Eu possa descansar minha cabeça
Porque agora a sala está girando
O começo do dia


2 comentários:

césar, o gusmão neto disse...

Buenas!! Atualizou e bastante...
tu escrevia coisas bem sinistras... eita... prefiro as atuais... mas tu ñ deixa de escrevem beimmm!! gostei desse "efeito placebo", na verdade todos nos vivemos exatamente isso aeh... excep!!
Beiju de leite cond pra tu e inteh, nobre menina!!

marcela (cela) disse...

oii evy smith! td certu? como o coment de cima era mtooooo cabulosas as coisas q tu escrevia antes bahh! mas eu entendo e eu lembro dessas nossas fases, lembra? saudade do tempo de conversa ateh de madruga no msn sobre esse mundo todo ("perveso"), sobre metal, sobre os cabeludos do metal e dos cabeludos q eu conhecia aki em ctba e vc em belzonti... eh, agora tu tah ai em brasilia e eu em sampa... lembra tbm da musica da alanis q tinha assim "cela se embaragueti" eu sempre escuto e lembro de ti! huahuahuahuahuaaaa fundao do bau bahh!!! valew por ter colocado a foto q eu fiz pra tu a montagem nessa postagem e fico feliz em saber q ateh hj tu tem ela guardadinha no teu pc! jah escrevi mtao neh! estou dando uma de "Evelyn Smith"! huahuahuahuaaa!
beijos mil pra ti!!! t-adolu! haha q emo! inteh!!!